sábado, 20/07/2024

Desde reabertura da Casa Rosa na Santa Casa, mais 15 casos de câncer de mama foram detectados 

Dr. Victor Rocha ressalta a importância para o diagnóstico precoce.

Mais 15 casos de câncer de mama foram diagnosticados pelo Casa Rosa desde sua reabertura em 15 de fevereiro de 2024. Com a liderança do vereador e médico mastologista, Dr. Victor Rocha, o projeto segue como um exemplo de excelência no atendimento à saúde da mulher, proporcionando esperança e qualidade de vida para muitas pacientes e suas famílias. 

No dia 15 de dezembro de 2023, a Casa Rosa encerrou suas atividades na Maternidade Cândido Mariano, marcando o fim de um ciclo significativo na melhoria da saúde da mulher. 

Durante seu período de operação, a Casa Rosa se destacou por seus resultados expressivos, com mais de 7,2 mil atendimentos, 2.427 ultrassonografias; 1.172 mamografias; 1.123 biópsias, sendo confirmado 143 pacientes com câncer de mama, confirmando assim sua contribuição inestimável para o atendimento especializado em saúde feminina. 

A Casa Rosa continua a ser um pilar fundamental na saúde feminina em Campo Grande, proporcionando um serviço essencial que salva vidas através do diagnóstico precoce e do tratamento adequado ao câncer de mama. 

A mudança para a Santa Casa representa uma nova fase, com infraestrutura melhorada e maior capacidade de atendimento, reafirmando o compromisso com a saúde e o bem-estar das mulheres da região. 

A continuidade e o aprimoramento dos serviços oferecidos pela Casa Rosa refletem o compromisso da equipe médica e dos profissionais de saúde em promover uma atenção integral e de qualidade, garantindo que as pacientes recebam um diagnóstico preciso e um tratamento eficaz, fundamental na luta contra o câncer de mama. 

Desde a reabertura até o final de maio de 2024, os números refletem um impacto significativo na saúde das mulheres atendidas: Foram realizadas 461 consultas, demonstrando a alta demanda e a importância do serviço especializado oferecido. Realizaram-se 207 ultrassonografias, essenciais para o diagnóstico precoce e monitoramento de condições mamárias e 93 biópsias, que são fundamentais para um diagnóstico preciso e para a definição do tratamento adequado. 

“O diagnóstico precoce do câncer de mama é fundamental para aumentar as chances de cura e melhorar a qualidade de vida das pacientes. Nosso compromisso com a saúde da mulher é inabalável, e continuaremos a promover ações e oferecer cuidados de excelência na Casa Rosa.”, finalizou Dr. Victor Rocha, mastologista e vereador.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Nova edição do Palavra Livre apresenta informações sobre regras para as eleições municipais

A TV Câmara lançou mais uma edição do Programa Palavra Livre. As regras para as eleições municipais de 2024 são abordadas na entrevista com...

Com oficinas, HRMS integra curso de tutores do método canguru de MS, RS, SC, PR e TO.

Entre os dias 8 e 12 de julho de 2024, três profissionais do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) participaram de um...

Biblioteca Isaias Paim incentiva leitura infantil com projeto de troca de livros

A Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaias Paim, em Campo Grande, está promovendo o projeto Troca Book Infantil. Trata-se de uma oportunidade de trocar um...

Detento é encontrado morto dentro do xadrez do presídio de Ponta Porã.

Gabriel Henrique Vieira (20) foi encontrado morto dentro dentro da cela IV no solário B, galeria III do presídio de Ponta Porã. O presidiário...