sábado, 20/07/2024

Desenvolvimento de MS e visão de futuro do Governo são destaques na abertura da Interagro 2024

Índices de crescimento econômico e de bem estar social cada vez melhores em Mato Grosso do Sul foram a tônica da abertura da Interagro 2024, realizada na noite de quinta-feira (20) no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo. O governador Eduardo Riedel foi quem comandou palestra da noite, onde tais números e ações do Governo do Estado foram apresentados aos produtores, pesquisadores, estudantes e empreendores do agronegócio presentes.

Dados como o primeiro lugar nacional em crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do agronegócio (32%) em 2023 e o segundo em investimento público (18,16%) foram explicados para o público, sendo esses propulsores de resultados sociais como a redução da taxa de pobreza (MS tem a terceira menor taxa, com 2,8%) e o terceiro melhor capital humano do país.

“Registramos 68% de crescimento da indústria de transformação no Estado. Essas indústrias são importantes para puxar as cadeias produtivas, dar mais competitividade aos nossos produtos. Elas chegando aqui, incentivam a produção primária”, destaca Riedel ao falar sobre um dos fatores que fomentaram o incremento de renda em Mato Grosso do Sul.

A prosperidade latente no Estado também passa pelo investimento público ascendente e por uma interessante equação explica pelo governador na palestra. “Essa equação [PIB=C+I+G+(X-M)] explica nosso crescimento. C é o consumo familiar, I investimento total, G gastos governamentais, X exportações e M importações”.

No caso, o consumo familiar de Mato Grosso do Sul conta a seu favor ter a quarta menor taxa de desocupação do país (4,7%) e a terceira menor taxa de pobreza extrema, enquanto o investimento total somam R$ 109 bilhões desde 2015, sendo R$ 33 bilhões apenas em 2024.

Já os gastos governamentais, como já citado, é o segundo melhor do país. Quanto às exportações e importações, que formam a balança comercial, ela é positiva, com saldo de 7,66 bilhões de dólares – são 10,61 bilhões em exportações e 2,95 bilhões em importações.

“E isso que forma o crescimento de um Estado. Se você olhar os nossos números, entende muito bem porque Mato Grosso do Sul cresceu 6,6% em 2023, o terceiro maior crescimento do país, tendo também a terceira melhor renda media, e já temos previsão de crescer neste ano 5,82%, já contabilizando a quebra da safra. Isso acontece graças a uma diversificação advinda, por exemplo, da industrialização que estamos passando”, frisa Eduardo Riedel.

Citricultura em alta e posicionamento global

Várias culturas sul-mato-grossense foram ressaltadas pelo governador durante a palestra, contudo a recém instalada citricultura foi uma das que mais chamou a atenção pela atuação forte do Estado para consolidar a produção em Mato Grosso do Sul.

A tolerância zero com o greening, doença que afeta frutas cítricas e assim prejudica a produção, é uma dessas ações. “Se queremos que aqui tenha atividade de citricultura, qualquer árvore que apresente a doença será eliminada. As culturas multiplicadoras da doença, como a murta, também devem ser eliminadas. É uma medida rigorosa, mas que nos garante investimentos privados substanciais de R$ 3 bilhões, gerando 12 mil empregos”, conta o governador.

Já próximo do encerramento da palestra, Riedel falou sobre a visão de futuro de Mato Grosso do Sul e a inserção do Estado em um posicionamento estratégico exigido pela agenda global de investidores atualmente. “Quem é investidor global está de olho nisso, nesse posicionamento perante segurança alimentar, transição energética, sustentabilidade e inclusão social”.

Eduardo Riedel ainda completa que, para se desenvolver dentro dessa agenda é necessário buscar a prosperidade a partir das ações elencadas anteriormente, tendo o crescimento de renda geral como a principal mola propulsora disso. “O Brasil precisa se posicionar quanto a isso, e é exatamente isso o que estamos fazendo em Mato Grosso do Sul”, conclui.

Homenagem e elogios

Antes da palestra, nas falas de abertura, a condução do Governo do Estado por Eduardo Riedel foi elogiada. Além disso, o governador e a primeira-dama Mônica Riedel foram homenageados com uma gravura de ypê amarelo feita pelo artista Isaac de Oliveira.

“O Governo de Mato Grosso do Sul tem realmente conseguido trazer investimentos para o nosso Estado. Temos que reconhecer, em plena crise que temos no Brasil, aliás no mundo todo, aqui temos pleno emprego. Meus parabéns”, destaca o diretor-tesoureiro da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Frederico Stella.

Presidente do Sindicato Rural de Campo Grande e anfitrião do evento, Alessandro Coelho também falou na abertura e destacou que mesmo o ano de 2024 sendo difícil para os produtores rurais, deve ser feito uma reflexão sobre a forma e resiliência do agronegócio, que sempre se adaptou e se reinventou diante de dificuldades. “O agro é a espinha dorsal da nossa nação, sempre atuando com sustentabilidade e comprometimento”, finaliza Coelho.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Polícia desarticula grupo criminoso de estelionato em Dourados

Polícia desarticula grupo criminoso de estelionato em Dourados. Quatro indivíduos foram presos em flagrante por praticarem golpes por meio de falsos anúncios de compra...

Investimentos públicos garantem qualidade de vida e potencializam turismo em Rio Verde

Durante agendas na região norte de Mato Grosso do Sul, o governador Eduardo Riedel supervisionou, nesta sexta-feira (12), obras que garantem melhor qualidade de...

Polícia Federal fecha rádios “piratas” em Timon/MA

A Polícia Federal, com apoio da ANATEL deflagrou hoje (18) a Operação Frequência Limpa em Timon/MA, com o objetivo de desarticular o funcionamento de...

As Dez Mais

Terça, 16 de julho de 2024. Hoje é Dia Mundial da Cobra. “Leões e panteras são inofensivos, mas tome cuidado com galinhas e patos porque podem...