quinta-feira, 25/07/2024

Jogos Escolares de MS oferecem infraestrutura adequada para valorizar o esporte e os participantes

Os Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul, para atletas de 12 a 14 anos, estão acontecendo em Campo Grande, proporcionando uma infraestrutura adequada para atletas, técnicos, chefes de delegação, árbitros e todos os envolvidos. Organizado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer) e Setesc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura), o evento terminou no domingo (23), conhecendo os últimos campeões.

O Instituto de Educação, Desenvolvimento Humano e Institucional (IEDHI) venceu chamamento público da Fundesporte para cuidar da infraestrutura dos Jogos. A diretora-presidente, Adriana Varela, destaca que, desde a leitura do chamamento, ficou claro que a Fundesporte buscava uma nova modelagem de infraestrutura para valorizar o esporte e os participantes. “Organizamos a infraestrutura para receber os 56 municípios participantes, oferecendo hotelaria, alimentação, serviços de limpeza, saúde e materiais de divulgação. Demos suporte completo para os locais de competição”, explica Adriana.

Adriana também menciona o impacto positivo do evento no setor empresarial local. “Contratamos 12 hotéis para hospedar atletas, chefes de delegações e técnicos, com café da manhã incluso. Organizamos almoço e jantar no Cedesc, onde montamos um centro de convivência para confraternização e socialização. O cardápio é balanceado e aprovado pela Fundesporte”, detalha.

O IEDHI garante a infraestrutura nos 11 locais de competição. “Levamos cadeiras, mesas, som, tendas, bebedouros, água e gelo, pois alguns locais não são ginásios. No Parque dos Poderes, montamos estrutura para ciclismo e, no atletismo, também instalamos toda a infraestrutura necessária”, diz Adriana. Além disso, a equipe é responsável pela limpeza dos locais de competição e pelo centro de convivência, bem como pelo setor de saúde, com técnico de enfermagem e ambulância disponíveis.

Também são fornecidos materiais de divulgação, faixas e banners com as logomarcas da Fundesporte e do Governo do Estado. “Distribuímos camisetas, squeezes, sacochilas e crachás aos participantes, e providenciamos geradores e banheiros químicos onde necessário”, acrescenta Adriana. Todos os atletas possuem seguro, e o transporte inclui vans para deslocamento entre os locais de competição e o centro de convivência.

Maria Celena de Souza, da Prime Buffet, é responsável pelas refeições no Cedesc. “Preparamos um cardápio variado, aprovado pela Fundesporte, e temos uma equipe de cozinha com 15 pessoas e uma nutricionista. Estamos conseguindo atender a todos”, afirma.

Matheus Dulcídio Moura de Souza, treinador da equipe de Rochedo do futsal masculino, elogia a infraestrutura. “Tudo é excelente, desde os hotéis até a alimentação. Não temos do que reclamar. A organização está impecável”.

Adalberto Ferreira, técnico do futsal masculino de Jardim, também está satisfeito. “As crianças estão bem alojadas em hotéis, as quadras são espaçosas e limpas, e a alimentação está adequada para os atletas. A Fundesporte fez um ótimo trabalho”, comenta.

Rafael Ximenes de Oliveira, atleta do futsal masculino de Jardim, aprecia o hotel. “É simples, mas confortável. As quadras e a alimentação são boas. Esta é minha primeira vez nos Jogos Escolares e estou adorando”, diz.

Miller Borvao Samairo, técnico da Escola Municipal Indígena Guarani Kaiowá, de Amambai, compara a infraestrutura dos Jogos Escolares da Juventude ao nível das competições nacionais. “A Fundesporte está sempre avançando. Participo de competições nacionais e a infraestrutura aqui está no mesmo nível, tanto nas quadras quanto no refeitório e no centro de convivência”, afirma.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Governador de MS é escolhido para representar os estados em comissão no STF sobre o marco temporal

O governador Eduardo Riedel foi escolhido pelo Fórum Nacional de Governadores para ser o representante titular dos entes federativos na Comissão Especial que vai...

Carpinteiro fica com estaca presa na cabeça e sobrevive no Rio de Janeiro

Vitor Soares do Nascimento sobrevive após ter estaca de madeira cravada no crânio no último dia 10 num acidente de trabalho em Mangaratiba, na...

Começa construção da “nova” Casa Paraguaia de Dourados

Começaram, na semana passada, as obras de construção da “nova” sede da Associação da Colônia Paraguaia de Dourados, mais conhecida como “Casa Paraguaia”. A...

Jovem com o “diabo no corpo” foi detido em Três Lagoas

Jovem com o "diabo no corpo" foi detido após cometer perturbação da tranquilidade e ameaçar policiais no final da tarde dessa segunda-feira (22), em...