segunda-feira, 27/03/2023

MPMS investiga PMs por se recusarem atender vítima de assalto

O MPMS investiga dois policiais por deixarem de atender uma ocorrência de roubo em julho de 2022. Conforme apontado na denúncia, os militares foram avistados pela vítima de assalto. O homem pediu ajuda aos policiais na viatura mas os “pracinhas” disseram para a vítima acionar o 190 porque estavam envolvidos em outra ocorrência e não poderiam atender ele naquele momento.

Com isso, a vítima acionou o 190 e a ligação foi gravada. “O absurdo da situação causada pelos denunciados foi tamanho que o policial militar que a atendeu inicialmente sequer acreditou na vítima”.  Surpreso o atendente entendeu que o denunciante falava a verdade e chamou via COPON os policiais. E depois pediu desculpas pela atitude dos colegas de farda. Toda ligação foi gravada e, questionados, os policiais afirmaram que a vítima não foi atendida porque estava muito nervosa e não soube dar as informações sobre os assaltantes. Tal fato não teria se confirmado.

A vítima na ligação se mostrou bastante articulada, fornecendo detalhes sobre os bandidos. Após o ocorrido a vítima se manifestou em rede social sobre a omissão dos policias.  Conforme o MPMS o fato “causou prejuízo à administração militar, provocando descrédito e ferindo a respeitabilidade da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul”.

Por fim, a denuncia foi oferecida contra os policiais por deixarem de observar lei, com agravante pelo motivo fútil “comodidade e preguiça” e estando em serviço. A denúncia foi recebida e os policiais agora são réus, aguardando julgamento do caso.

Últimas Notícias

Mais notícias

IX Conferência Municipal de Saúde acontece nos dias 24 e 25 de março em Campo Grande

Acontece nos dias 24 e 25 de março, no auditório da Câmara Municipal,  a IX Conferência Municipal de Saúde de Campo Grande. O tema...

Motorista perde o controle da direção e destrói portão da UFMS

Motorista perde o controle da direção na madrugada de quinta-feira (23) sobe em canteiro e colidi contra a cerca da UFMS. Com a força...

Operação Átria prende acusados por violência doméstica

Operação Átria em três semanas prendeu 4.255 pessoas que combate crimes contra a mulher em todos os estados brasileiros. Desse total, 3.598 prisões foram...