domingo, 14/07/2024

Policiais penais recebem atendimento de saúde com enfoque na prevenção

Com o objetivo de promover a prevenção e o cuidado com a saúde, policiais penais participam de ações oferecidas pela equipe multidisciplinar da Clínica da Família da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul). Entre as atividades desenvolvidas estavam consultas médicas, exames e atividades conduzidas por educadores físicos.

A iniciativa, organizada pelo Núcleo de Apoio ao Servidor da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), ocorreu, nesta semana, na Penitenciária Estadual Masculina de Regime Fechado da Gameleira 2, em Campo Grande. Ao todo, 14 policiais penais receberam os atendimentos.

O próximo está previsto para ocorrer no Estabelecimento Penal “Jair Ferreira de Carvalho”, no dia 26 de junho. A intenção é que o programa atenda todas as unidades penais da capital. A ação já aconteceu na Sede, bem como, no Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, no Presídio de Trânsito e no presídio feminino de regime semiaberto e aberto; bem como, no Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, por iniciativa da própria direção da unidade.

Durante o evento, os servidores realizam exames como bioimpedância, que avalia a composição corporal, além de aferição de pressão arterial e teste de glicemia, entre outros. Em seguida, passam por consultas médicas, com alguns casos resultando em pedidos de exames adicionais e agendamento de retornos.

Conforme a chefe do Núcleo de Apoio ao Servidor, Maria Roseneusa dos Santos Oliveira, a conscientização para a prevenção é o primeiro passo no autocuidado. “Essas ações são desenvolvidas pela Clínica da Família, a qual possui abrangência somente na capital, mas outras ações como o Viva Saúde têm sido levadas às cidades do interior do estado também”, afirma.

A equipe multidisciplinar é composta por médico generalista, nutricionista, educador físico, enfermeiro, técnico de enfermagem e administrativo.

O diretor-presidente da Agepen, Rodrigo Rossi Maiorchini, destaca a relevância em possibilitar ações de atenção à saúde no ambiente laboral. “Com isso, demonstramos a importância desse tema, que impacta diretamente na qualidade de vida do policial penal como um todo”, reforça.

O servidor que não conseguiu participar das atividades em sua unidade penal pode entrar em contato direto com a Clínica da Família pelo telefone (67) 3322-3400, a qual realiza atendimento de procura espontânea.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Sanesul implanta mais de 24 quilômetros de rede de água em bairros de Ponta Porã

O governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), está implantando mais de 24...

Casal é preso como responsável por um depósito de drogas no Aero Rancho

A Polícia prendeu um casal responsável por um depósito de drogas no Bairro Aero Rancho em Campo Grande. Eles foram presos em cumprimento a...

Peão morre pisoteado por touro durante rodeio em Fátima do Sul

O Peão de Rodeio Fabiano Pinheiro da Rocha (35) nascido em Nova Independência e residindo Junqueirópolis morreu na noite de segunda-feira (8) após ser...

Mais de 5 mil indígenas são atendidos durante a 4ª edição do MS em Ação: Segurança e Cidadania

Com foco na integração da segurança pública e da cidadania com a população, mais de 5.138 indígenas do município de Miranda tiveram seus direitos...