quinta-feira, 25/07/2024

Prefeitura abre licitação para compra de livros

E Ronilço Guerreiro lembra lei que garante aquisição de livros de autores regionais nas escolas da Capital.

A prefeitura de Campo Grande abriu nesta semana a licitação para compra de livros de literatura para as escolas da rede municipal. Segundo publicação no Diário Oficial da última quarta-feira, serão investidos cerca de R$ 2,4 milhões para essa compra. São cerca de 21 mil alunos da Rede que serão beneficiados com os livros.

Autor de lei que garante a presença de obras de autores regionais nas escolas, o vereador Ronilço Guerreiro espera que as obras locais sejam contempladas. “Acho importante esse investimento nas obras literárias, mas também já busquei informação com a secretaria de educação sobre quais seriam essas obras e se vamos contemplar nossos autores regionais. Essa é uma grande oportunidade, pois temos trabalhos fantásticos”, disse o vereador.

Pelo projeto de Guerreiro aprovado e sancionado, as escolas da Rede Municipal de Ensino, situadas em Campo Grande, devem priorizar a aquisição e adoção de no mínimo dois livros de autores com domicílio em Mato Grosso do Sul na sua matriz curricular.

A proposta foi tão bem recebida na Casa de Leis que teve solicitação de assinatura como coautores dos vereadores Valdir Gomes, Carlos Augusto Borges, o Carlão, Prof. Juari, Dr. Victor Rocha, Ayrton Araújo, Betinho, Tiago Vargas, William Maksoud, vereadora Camila Jara, Beto Avelar, Clodoilson Pires, Gilmar da Cruz, Papy, Silvio Pitu, Prof. André Luis, Dr. Jamal e Tabosa.

“Esse é um projeto que tenho muito orgulho, pois foi construído em conjunto com os escritores regionais através da audiência pública que realizamos. Fico muito feliz com a aceitação dos meus colegas vereadores que, não só entenderam a importância de levar o projeto para votação em plenário, como assinaram comigo essa proposta importante para nossa educação e cultura”, comentou Ronilço no dia da aprovação do projeto.

Guerreiro entrou em contato com o secretário de educação, Lucas Bitencourt e também é um desejo dele a aquisição de livros regionais. “Claro que não é comprar por comprar o livro, mas incentivar que os professores possam indicar essas obras para uso em sala de aula. Conversei bastante com o Lucas e vamos tirar esse projeto do papel”, finalizou Guerreiro.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Compliance no setor público é tema de palestra ministrada por servidores da CGE-MS

Na manhã de quinta-feira (18), a Controladoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul (CGE-MS), através da Diretoria-Geral de Governança e Compliance (DGC), lançou...

Férias na Biblioteca proporcionou atividades diferentes para a criançada durante as férias

A Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaias Paim, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, recebeu a criançada na tarde deste sábado...

Campanha do Sistema Famasul economiza 14 toneladas de CO2 equivalente em três meses

Desde o dia 12 de março, a campanha “Movido pelo Agro - Etanol”, realizada pela Famasul em parceria com a Biosul, tem incentivado colaboradores...

População recebe lotes urbanizados e pavimentação de ruas em Bela Vista

Durante as celebrações de 116 anos do município, Bela Vista recebeu 60 lotes urbanizados no Residencial Dr. Renato de Souza Rosa, em  um investimento...