sábado, 20/07/2024

SES abre consulta pública para validação da Linha de Cuidado da Pessoa com Sobrepeso e Obesidade

A SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio da Superintendência de Atenção à Saúde, abriu na quinta-feira (9) consulta pública para validação da LCSO (Linha de Cuidado da Pessoa com Sobrepeso e Obesidade) em Mato Grosso do Sul. O documento estará disponível até o dia 26 de maio. 

Para a coordenadora das Doenças Crônicas da SES, Andréia Ferreira da Costa, a consulta pública é fundamental no contexto das doenças crônicas por diversos motivos, entre eles a promoção da transparência e inclusão, permitindo que a voz dos usuários, gestores e profissionais de saúde e outros interessados sejam ouvidas e consideradas na formulação de políticas de saúde.

“Com o envolvimento das partes interessadas, pode-se obter uma visão mais abrangente dos desafios enfrentados e das soluções potenciais, levando a políticas mais informadas e adaptadas às necessidades reais das pessoas afetadas e, desta forma, reduzir as disparidades da saúde na coletividade”, afirma Andréia.

Conforme o gerente de Atenção à Saúde das Pessoas com Sobrepeso e Obesidade da SES, Anderson Holsbach, essa é uma das etapas finais para a publicação do documento.

“O documento foi construído de forma intersetorial e multiprofissional, com envolvimento das esferas municipais, estadual e federal, e também da sociedade civil. Portanto, a consulta pública é uma etapa democrática para que os demais profissionais apontem melhorias, de acordo com a realidade local e baseada em evidência, para implementação da política pública”, explica Holsbach.

O processo de consulta pública é uma etapa da construção da LCSO, que visa a validação pela sociedade a fim de entregar um documento eficaz para o SUS (Sistema Único de Saúde), somado ao que foi produzido pelo Grupo de Trabalho da Linha de Cuidado do Sobrepeso e Obesidade, instituído e coordenado pela coordenadoria das Doenças Crônicas da SES.

De acordo com o Ministério da Saúde, a LCSO caracteriza-se por padronizações técnicas que explicitam informações relativas à organização da oferta de ações de saúde no sistema. 

Além disso, o documento deve descrever o itinerário do paciente com sobrepeso e obesidade, contemplando informações relativas às ações e atividades de promoção, prevenção, tratamento e reabilitação, a serem desenvolvidas por equipe multidisciplinar em cada serviço de saúde, a fim de viabilizar a comunicação entre as equipes, serviços e usuários de uma Rede de Atenção à Saúde, com foco na padronização de ações, organizando um fluxo contínuo assistencial.

Para apreciar e contribuir, acesse: https://www.saude.ms.gov.br/i-seminario-de-seguranca-alimentar-e-nutricional-de-mato-grosso-do-sul-atencao-as-condicoes-cronicas-nao-transmissiveis/consulta-publica-lcso/

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

O DOF recuperou um Honda Civic com registro criminal por estelionato em Dourados.

O DOF recuperou um Honda Civic com registro criminal por estelionato em Dourados. Os policiais abordaram o veículo no Travessão do Castelo. Durante entrevista,...

Estilista de MS cria coleção com famosas onças de Lúcia Martins

"Onça por todos os cantos" foi o nome escolhido para a nova coleção da estilista sul-mato-grossense Kakô, que homenageia a artista visual de MS...

Biblioteca Isaias Paim incentiva leitura infantil com projeto de troca de livros

A Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaias Paim, em Campo Grande, está promovendo o projeto Troca Book Infantil. Trata-se de uma oportunidade de trocar um...

Dr. Victor Rocha recebe Comitiva de Bengbu – China

O vereador Dr. Victor Rocha (PSDB) recebeu na Câmara Municipal de Campo Grande, na quarta-feira (17), uma comitiva de ilustres visitantes do parlamento chinês....