quarta-feira, 24/07/2024

Vereador Zé da Farmácia expõe dificuldade da prefeitura no atendimento as demandas.

Manter um diálogo constante com nossos eleitores sobre os problemas que estamos enfrentando, é uma das ferramentas adotadas pelo gabinete do Vereador Zé da Farmácia, na tentativa de expor e dirimir o não atendimento as demandas solicitadas e como isso afeta a comunidade. O apoio popular pode ser uma ferramenta poderosa para pressionar o poder executivo em nossa Capital.

“A resiliência e a persistência são fundamentais nessas situações. Mantenho-me firme e utilizo os recursos disponíveis de maneira estratégica, assim tentamos o possível para superar essas barreiras e continuar trabalhando em prol da comunidade que represento, mesmo isso sendo cada vez mais dificil” – comenta o vereador.

O embrólio começou após as centenas de oficios protocolados pelo parlamentar, não obter respostas, mesmo em longos períodos de espera e cobrança. Além da falta de respostas, algumas solicitações de ações simplórias, demorou aproximadamente um ano para serem executadas, coisa que não acontecia em tempos remotos.

A dança das cadeiras que acontece no Executivo de Campo Grande, ajuda nessa falha administrativa, pois, novos secretários não executam demandas solicitadas por seus antecessores, ou seja, todos aqueles pedidos que outrora já foram feitos, terão que ser protocolados novamente, trazendo morosidade e burocracia em um sistema falho e que com uma política impráticavel acaba se tornando um fardo para nossa população.

” Mesmo me envolvendo ativamente em conselhos municipais e comissões permanentes da câmara, trabalhando dentro do processo legislativo municipal, não tenho minhas demandas atendidas e devido a isso, chego nesse limite onde tenho que expõr em redes sociais para os meus eleitores a verdade, pois sou cobrado diariamente por eles” – salienta o parlamentar.

Na manhã desta quarta (15), o vereador e sua equipe percorreram vários trechos de vias onde foram solicitados pedidos, encaminhado ofícios e requeridas solicitações de avaliações de estudos e execução de obras. Em grande maioria dos casos citados, as ações não obtiveram os resultados esperados, os problemas simples e complexos continuam, travando com espanto da população ao ver a quantidade expressiva desses pedidos ignorados pela prefeitura, margeando o sentimento de abandono da povo.

“Só no último mês protocolamos 70 (setenta) ofícios e obtivemos apenas 1 (uma) resposta, fora que nenhuma das ações foram feitas. Por que será que não estou sendo atendido? Será que estamos expondo algo fora da realidade? Campo Grande não necessita de cobranças e fiscalizações?” finaliza o vereador Zé da Farmácia.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Exportações do agronegócio brasileiro atingem US$ 15,20 bi em junho

Exportações do agronegócio brasileiro atingem US$ 15,20 bi em junho e US$ 82,39 bi no semestre. Complexo de soja, carnes, complexo sucroalcooleiro, produtos florestais...

Semana começa quente, tempo seco continua e segunda terá máxima de 34ºC em MS

Meteorologia prevê sol e poucas nuvens para este domingo (21) em Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande, são esperadas mínimas entre 17°C e...

HRMS inicia projeto de capacitação a distância com foco na saúde da criança em MS

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), por meio de sua Diretoria de Ensino, Pesquisa e Qualidade Institucional (DEPQI), deu início às...

Viatura descaracterizada da Terceira Delegacia de Polícia é atingida por moto no Carandá Bosque

Dois motoristas não freiam a tempo e batem em viatura da Terceira Delegacia de Polícia Civil descaracterizada no bairro Carandá Bosque, em Campo Grande. A...