quinta-feira, 25/07/2024

Após aparecer como favorito entre eleitores da direita, cientista político aponta Coronel David como a melhor opção para os bolsonaristas em Campo Grande

O Deputado Estadual Coronel David (PL) desponta como o principal nome da direita para concorrer à Prefeitura de Campo Grande, segundo as últimas pesquisas do instituto Ranking.

O cientista político Antonio José Ueno, diretor-presidente do Grupo Ranking, faz uma analise sobre os pré-candidatos favoritos à Prefeitura de Campo Grande nas eleições municipais deste ano o foco está nas incógnitas que são as pré-candidaturas dos partidos da direita.

“A situação do Coronel David é totalmente diferente. Ele mantém a pré-candidatura pelo PL e está dizendo que, caso o partido considere conveniente, vai disputar o cargo de prefeito de Campo Grande. Na prática, ele é o pré-candidato que tem a melhor chance, pois tem um bom relacionamento com Bolsonaro, com os filhos do Bolsonaro e é especialista na área da segurança pública, que sempre foi um gargalo aqui em Campo Grande”, analisou.

O diretor do Grupo Ranking ainda acrescentou que o parlamentar é mais centro direita do que direita radical, o que torna mais fácil a construção de alianças, tanto na campanha eleitoral, quanto na composição do seu secretariado caso vença as eleições. “Além de especialista em relação à segurança pública, ele é um deputado estadual equilibrado, tem bom relacionamento com o Governo do Estado, com a Assembleia Legislativa e está sempre presente no rádio, tem participação na capital FM.

“Os nomes da extrema direita hoje são uma incógnita. Temos o ex-deputado estadual Capitão Contar (PRTB), cujo nome não tem o apoio do ex-presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), que até sugeriu que o ex-candidato a governador saia candidato a vereador. Ou seja, o Capitão Contar não tem o apoio do Bolsonaro e, portanto, dificilmente sairá candidato nas eleições municipais deste ano”, pontuou.

Outro nome do mesmo partido do Capitão Contar, conforme Tony Ueno, é o do deputado estadual Rafael Tavares, que não tem expressividade junto aos eleitores da direita e, ainda corre o risco de ter o mandato na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul interrompido.

Lembrou ainda que o PRTB não tempo de rádio e televisão e nem recursos para bancar uma candidatura na majoritária, citando como nome mais forte da direita o do deputado estadual Coronel David (PL).

Com relação ao deputado federal Marcos Pollon (PL-S), o cientista político não vê firmeza no lançamento da sua pré-candidatura a prefeito de Campo Grande, parecendo que está apenas fazendo jogo de cena. “Portanto, analisando esses quatro nomes, somente o Coronel David poderia ter uma boa votação e ser uma surpresa”, disse.

“A direita de Mato Grosso do Sul tem protagonizado brigas desde a eleição do ano de 2022, e todos nós sabemos que reino dividido, não prospera. Por outro lado, a senadora Tereza Cristina tem abraçado a pré-candidatura da prefeita Adriane Lopes, a tendência é que estes eleitores caminhem nesta direção”, finalizou Ueno.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

MS inaugura 2ª Central Integrada de Alternativas Penais para fortalecer políticas de ressocialização

Em uma cerimônia que reuniu autoridades nacionais e locais, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Agepen (Agência Estadual...

Válvula de caminhão explode no Indubrasil

Explosão de válvula de caminhão na empresa Carandá Petroquímica fez gasolina e fogo se espalharem por 2 km no Indubrasil. Ao notar princípio de...

Seleção para Programas de Residência Médica do Hospital Cassems de Campo Grande passa a ser realizado pelo Enare

O Programa de Residência Médica 2024/2025 do Hospital Cassems de Campo Grande será realizado pelo Exame Nacional de Residência (Enare) e organizado pela Empresa...

Comerciante e sua família são alvos de criminosos na fronteira

Grupo de criminosos invadiu hoje (22) a propriedade de Hugo Palacios e da sua família, fazendo-os reféns e sequestrou o dono do supermercado San...