segunda-feira, 20/05/2024

Adriane Lopes consolida 2º lugar em intenções de votos para Prefeitura e alavanca aprovação da Administração na última pesquisa

À medida que a campanha se aproxima, a prefeita Adriane Lopes (PP) emerge como uma figura cada vez mais respeitada, com sua administração conquistando uma sólida aprovação de 36% de avaliações de uma ótima gestão. Em meio aos preparativos para a campanha, ela já ocupa o segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto para a Prefeitura de Campo Grande, registrando impressionantes 29% de apoio. Essa ascensão notável coloca Adriane à frente de figuras políticas tradicionais do Estado, como o deputado federal Beto Pereira (PSDB) e o ex-governador André Puccinelli (MDB), conforme indicado pelos dados do Instituto Ranking Brasil Inteligência, divulgados nesta segunda-feira (11).

Apesar de ter assumido a gestão no meio do mandato, Adriane demonstrou um crescimento substancial tanto em sua influência política quanto em sua popularidade entre os habitantes de Campo Grande. Esse avanço significativo tem sido evidente ao desbancar nomes já estabelecidos na política local, como André Puccinelli, pré-candidato com extensa trajetória em cargos públicos em Mato Grosso do Sul. Esse contexto reflete o crescente desejo por mudança entre os moradores da Capital, que agora experimentam, pela primeira vez, a liderança de uma prefeita legitimamente eleita pelo povo e investida com um mandato legítimo.

O Instituto realizou três cenários, em um deles, a ex-deputada federal Rose Modesto (União) pontuou 30%, sendo que na anterior ela fez 25,6%, tecnicamente empatada com a prefeita Adriane Lopes (PP), que avança com 29,40%, enquanto na anterior ela fez 23,50%. Mais atrás aparecem o deputado federal Beto Pereira (PSDB), com 12,10%, na anterior ele fez 11,40%, e a deputada federal Camila Jara (PT), com 5%, na anterior ela fez 6,30%, sendo que 23,50% não sabem ou não responderam, na anterior foram 26%.

“A notícia é bem-vinda, porém, neste momento, nossa prioridade é continuar trabalhando incansavelmente para fazer o que é correto e crucial para a população, pois é isso que se refletirá em qualquer pesquisa”, afirmou a prefeita Adriane Lopes.

No segundo cenário, Rose Modesto faz 23,60%, na anterior ela fez 22%. A prefeita Adriane Lopes (PP), tem o percentual de 22%, na anterior ela fez 20%, enquanto mais atrás estão o deputado estadual Lucas de Lima (PDT), com 8,60%, na anterior ele fez 10,30%, e o deputado federal Beto Pereira, com 7,50%, na anterior ele fez 9,20%.

Na segunda parte, aparecem o deputado estadual Pedrossian Neto (PSD), com 6,30%, na anterior ele fez 4,50%, o deputado estadual Coronel David (PL), com 6%, na anterior ele fez 5%, e a deputada federal Camila Jara (PT), com 4%, mesmo percentual da anterior, sendo que 22% não sabem ou não responderam, na anterior foram 25%.

Na estimulada 1, a ex-deputada federal Rose Modesto (União) aparece com 18,70%, sendo que na anterior ela fez 16%, seguida de perto pela prefeita Adriane Lopes (PP), com 17,20%, sendo que na anterior ela fez 15,20%, o ex-governador André Puccinelli (MDB), com 13%, sendo que na anterior ele fez 17,40%.

Na segunda parte, aparecem o deputado estadual Lucas de Lima (PDT), com 8%, mesmo percentual da anterior 8%, o deputado federal Beto Pereira (PSDB), com 6,80%, na anterior fez 6,10%, o deputado estadual Pedrossian Neto (PSD), com 5,70%, na anterior fez 3,30%, o deputado estadual Coronel David (PL), com 5,50%, na anterior fez 3,80%, a deputada federal Camila Jara (PT), com 3,60%, na anterior ela fez 3%, e o deputado estadual João Henrique Catan (PL), com 0,50%, que não foi citado na anterior, sendo que 21% não sabem ou não responderam, na anterior foram 22,40%.

Aprovação de gestão

A gestão de Adriane Lopes foi considerada boa ou ótima para 36% dos entrevistados, enquanto na anterior esse percentual foi de 35%. Além disso, 37,6% dos entrevistados consideram que a administração dela é regular e 20,4% falaram que é ruim ou péssima, na anterior foi 21%, sendo que 6% não sabem ou não responderam, mesmo percentual da anterior.

O Instituto Ranking ainda perguntou o que melhorou nos últimos dois anos no município e 17,1% das pessoas apontaram a geração de emprego seguido de perto pela educação, com 14,6%, pela presença constante junto ao povo, com 12,3%, pelo esforço na administração, com 10,6%, pelas obras retomadas, com 9,3%, e pela sinalização de trânsito, com 8,4%.

A pesquisa

A pesquisa foi encomendada pelo site Diário MS News e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o nº MS-00344/2024, no período de 4 a 9 de março, junto a 2.000 moradores das sete regiões urbanas de Campo Grande (Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo) com 16 anos ou mais de idade.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Casa Rosa: Dr. Victor Rocha recebe vereadora Rosa de Amambai

O vereador e médico mastologista, Dr. Victor Rocha (PSDB) recebeu a vereadora Rosa da Saúde (PSDB) de Amambai na Casa Rosa. A parlamentar foi...

Ativistas e autoridades defendem criação do Conselho Municipal de Políticas LGBTQIAPN+

A Câmara Municipal de Campo Grande promoveu, nesta sexta-feira (17), audiência pública para discutir a criação do Conselho Municipal de Políticas LGBTQIAPN+ na Capital....

MIRANDA: Ficamos em terceiro no concurso estadual de merendeiras!

Parabéns à nossa Sara Ramires , merendeira do Caic Maria Henriqueta Rebua Siufi que ficou em terceiro lugar no concurso Master Chefe Merendeira, só...

Motorista morre após grave acidente na Capital

O Motorista do Corsa Carlos Augusto Queiroz (53) morreu e outras duas pessoas ficaram feridas em Campo Grande. Ele seguia depois da meia-noite no...