sábado, 18/05/2024

AMAMBAI: Profissionais de saúde recebem capacitação para combater hemorragia pós-parto

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Coordenação de Atenção Primária à Saúde, a Coordenação do Programa Saúde da Mulher, o Hospital Regional e o Comitê de Mortalidade Materno e Infantil, promoveu nesta quarta-feira, dia 07, uma “Capacitação de Profilaxia e Tratamento da Hemorragia Pós-Parto”. O evento, realizado no Hospital Regional, reuniu médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e demais profissionais de saúde.

A iniciativa teve como palestrante o farmacêutico generalista Murilo Fagliari, formado pela UNIFAI/Adamantina e especializado em Farmacologia Clínica (UNIFAI), Saúde Pública e Gestão e Liderança pela USP. Fagliari destacou a importância da capacitação. “Nosso objetivo é contribuir e trocar experiências com toda a equipe de profissionais envolvidos para que possam prestar assistência mais adequada às mulheres que sofrem hemorragia pós-parto, considerada a segunda principal causa de morte materna no Brasil.”, afirmou.

A hemorragia pós-parto, juntamente com o aborto e a hipertensão, figura entre as principais causas de morte materna até o 42º dia após o parto no Brasil. No Mato Grosso do Sul, em 2022, 23 mortes maternas foram registradas, destacando a gravidade do problema. Das causas obstétricas de óbitos maternos no mesmo ano, 52,1% foram classificadas como causas diretas, sendo que 13% destas foram atribuídas a “Outras Hemorragias do pós-parto imediato”. Muitos desses casos poderiam ter sido evitados com a devida capacitação e intervenção.

A capacitação enfocou o uso do medicamento Misoprostol como um avanço crucial na profilaxia da hemorragia pós-parto. Essa medicação será disponibilizada pelo Ministério da Saúde por meio da Secretaria de Estado de Saúde, representando um importante recurso para os profissionais de saúde no enfrentamento dessa condição crítica.

A Secretaria Municipal de Saúde reforça o compromisso em fortalecer a capacitação dos profissionais de saúde, visando aprimorar a qualidade do atendimento e reduzir as taxas de mortalidade. Ações como essa desempenham um papel fundamental na promoção da saúde materna e no alcance de melhores índices de assistência obstétrica.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Ladras são presas tentado furtar loja em Nova Andradina

Câmeras de Segurança flagraram duas mulheres furtando uma loja no centro de Nova Andradina. Um dos funcionários impede que as larápias saiam da loja....

Lula sanciona novo DPVAT

O Presidente Lula sancionou o projeto de lei que recria o DPVAT e agora rebatizado para SPVAT. A expectativa é para que a cobrança...

MUNDO NOVO: Governo recebe antigo prédio da Receita Federal com 5 mil m²; local deve sediar secretarias e vários órgãos públicos.

Na semana do aniversário 48 de Mundo Novo, o município recebeu oficialmente o prédio da antiga Receita Federal, na Avenida Brasil, próximo ao Hotel...

Segunda-feira tem manhã mais fresca e tarde amena

Esta segunda-feira (13), a previsão indica mudanças no tempo, com a aproximação e o avanço de uma frente fria.  Com exceção das regiões Norte e...