domingo, 23/06/2024

Jovens advogados e servidores públicos terão destaque na Escola Sul-Mato-Grossense de Direito

A Escola Sul-Mato-Grossense de Direito (ESD) tem gerado grande expectativa entre jovens profissionais e servidores públicos de Mato Grosso do Sul. A iniciativa, pioneira no estado, visa não apenas aprimorar a formação jurídica, mas também oferecer recursos fundamentais para os advogados que estão iniciando suas carreiras, bem como para aqueles que já atuam no serviço público.

De acordo com João Paulo Lacerda, diretor-presidente do Instituto de Direito Administrativo de Mato Grosso do Sul (IDAMS) e idealizador da ESD, o foco está em “oferecer suporte aos advogados recém-formados e prepará-los adequadamente para os desafios do mercado de trabalho”. A escola promete disponibilizar cursos de capacitação a preços acessíveis e até gratuitos, uma estratégia que visa diminuir a barreira do acesso à educação contínua de qualidade.

A visão da ESD de atender também via plataformas digitais amplia seu alcance, promovendo a inclusão de advogados de diferentes regiões do estado e até de fora dele. Para as atividades presenciais, serão formadas parcerias com instituições renomadas, como a Escola Superior da Advocacia, além de Universidades do País e até do exterior.

Prestes a se formar, Ana Gabrielle, com 21 anos, já visualiza seu futuro profissional tanto no setor público quanto como professora universitária. No entanto, ela entende que para atingir essas metas, é essencial passar pelas especializações adequadas em diversas áreas. “É extremamente encorajador saber que existem iniciativas sendo coordenadas para facilitar o ingresso de recém-formados no mercado de trabalho. A Escola de Direito do estado será uma grande aliada, considerando que tanto no setor público quanto no privado, a especialização é um requisito quase obrigatório para contratação. Porém, enfrentamos um problema: a escassez de opções de pós-graduação em nosso município e no estado como um todo”, concluiu ela.

Além disso, Ana Gabrielle ressalta a carência de apoio para os jovens profissionais atualmente. Essa nova instituição representará uma oportunidade valiosa para aqueles que ainda não estabeleceram seu nome no mercado e para os que estão ansiosos por adquirir conhecimentos mais profundos em sua área, buscando especialização para melhor se prepararem para um mercado de trabalho cada vez mais exigente.

Formado em julho de 2023, Luciano Albuquerque Silva, 24 anos, advogado criminalista, acredita que a Escola Sul-Mato-Grossense de Direito se alinha com as demandas da jovem advocacia, sobretudo considerando que a capacitação técnica é indispensável para o sucesso profissional. Por outro lado, a sociedade sul-mato-grossense também se beneficia, pois contará com profissionais cada vez mais preparados para assegurar os direitos da população no poder judiciário ou na resolução de conflitos extraprocessuais.

Segundo ele, os impactos de um investimento na pesquisa científica, especialmente na formação de novos mestres e especialistas em Mato Grosso do Sul, criam um ambiente de oportunidades para os jovens advogados, que frequentemente pensam no deslocamento para polos científicos em outros estados, o que dificulta muito o acesso a cursos e capacitações.

“A jovem advocacia, principalmente aquela que atua na área criminal, precisa estar atenta às decisões dos Tribunais Estaduais e também das Cortes Superiores. Atuar com base na jurisprudência e nos novos entendimentos proferidos faz a diferença na nossa atuação prática. Nesse sentido, penso que um ambiente acadêmico com foco nessas atualizações seria muito importante”, reiterou.

Para o especialista em Direito Público, advogado do escritório “Pegoraro Advocacia” e também Subsecretário Municipal de Articulação Social e Assuntos Comunitários (SUASC), Marcos Paulo Amorim Pegoraro, com 35 anos de idade e 12 anos de prática jurídica, o novo estabelecimento educacional, vem para contribuir significativamente com o desenvolvimento e aprimoramento dos operadores do direito no  estado, não apenas pensando em oferecer cursos de pós-graduação, mas também em promover cursos de qualificação e treinamento prático para novos advogados, essencial para quem busca compreender o dia a dia da advocacia e a gestão de escritórios, temas muitas vezes não abordados nas universidades. Isso, na visão de Pegoraro, não beneficia apenas os recém-formados, mas também advogados experientes que buscam atualização e aqueles no serviço público, onde a qualificação aprimorada dos profissionais pode impactar positivamente a qualidade da gestão pública.

“É extremamente valioso ter uma instituição séria emergindo em nosso território, com um corpo docente de renome e que verdadeiramente representa o DNA do Mato Grosso do Sul. Isso não só eleva a qualidade dos nossos profissionais ao patamar nacional, mas também destaca nosso estado no cenário jurídico. Com isso, abandonamos a noção de que apenas fora de MS encontramos instituições de qualidade com bons programas de pós-graduação. Sem dúvida, a advocacia e o setor jurídico sul-mato-grossense só têm a ganhar com isso!”

Para mais informações, basta seguir @escolasulmatogrossensedireito ou pelo site escolasd.com.br

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

As Dez Mais

Sexta, 21 de junho de 2024. Hoje é da Mídia. Este programa será ouvido por gente que sabe que: “BENDITA É A DOR QUE TE LIBERTA DA...

Adolescente é apreendido com drogas na MS-243 em Corumbá

O DOF apreendeu um adolescente de 17 anos com drogas na MS-243 em Corumbá. Os militares em patrulhamento pela rodovia quando o motorista tentou...

NIOAQUE: Após pavimentação, construção de meio-fios está sendo feita no bairro Nova Esperança.

Acelera Nioaque: Após a pavimentação asfáltica naquela localidade, a Prefeitura Municipal de Nioaque, através da empresa responsável pelo andamento da obra, está construindo meios-fios...

DOF apreende Parati “recheado” de cigarros contrabandeados do Paraguai na MS-162

O DOF apreendeu um veículo VW Parati preto carregado com 1.750 pacotes de cigarros contrabandeados do Paraguai na MS-162 em Maracaju. Os militares visualizaram a...