sábado, 20/04/2024

Na abertura da Legislatura, Zeca reitera atuação em defesa dos aposentados, da Agricultura Familiar e da Rota Bioceânica

Na abertura dos trabalhos legislativos da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul em 2024, realizada nesta segunda-feira (5), o deputado estadual Zeca do PT destacou as pautas que serão acompanhadas por seu mandato no decorrer do ano. O parlamentar enfatizou que representará a demanda dos servidores estaduais aposentados, que protestam contra a alíquota de 14% que pagam à previdência; reafirmou compromisso de buscar investimentos para a Agricultura Familiar e; declarou que vai promover articulações para a retomada das obras da ponte da Rota Bioceânica sobre o Rio Paraguai, que atualmente encontram-se paralisadas.

Ainda no ano de 2023, Zeca promoveu audiência da bancada do PT na ALEMS com o governador Eduardo Riedel para atender a reivindicação dos servidores aposentados, que se queixam do desconto de 14% em folha para pagamento do MSPrev. Na abertura dos trabalhos legislativos, o parlamentar ressaltou que seguirá defendendo essa demanda na Casa de Leis para abaixar o índice descontado dos servidores.

“Um dos nossos principais desafios neste ano é contribuir para que se encontre uma solução para o problema dos aposentados. Não é justo que essa categoria, que tanto contribuiu com seus serviços para o desenvolvimento do Estado, continuem pagando o que pagam para a previdência. Temos que discutir a redução desse índice de 14% descontado dos vencimentos dos aposentados”, alegou Zeca.

Zeca, que é presidente da Comissão de Desenvolvimento Agrário na ALEMS, declarou também que atuará na busca de orçamento que atenda a Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul. “Precisamos lutar por investimentos para a Agricultura Familiar, de forma que ela se consolide na produção de alimentos de qualidade que vão para a mesa do cidadão sul-mato-grossense”.

Por fim, o deputado Zeca do PT, que é coordenador da Frente Parlamentar de Acompanhamento da Implantação da Rota Bioceância, manifestou preocupação com a paralisação das obras na ponte sobre o Rio Paraguai, ligando Porto Murtinho ao município paraguaio de Carmelo Peralta. A ponte, que está com 40% de sua estrutura pronta, teve suas obras paralisadas devido a exigências da Receita Federal para apresentação de documentos fiscais. “Precisamos urgentemente promover articulações para retomada das obras na ponte da Rota Bioceânica, que atualmente encontram-se paralisadas. Estaremos vigilantes para que os trabalhos sejam reiniciados, pois a Rota Bioceânica é primordial para o desenvolvimento econômico e social do Estado”, finalizou Zeca.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Menino de 2 anos desaparecido é encontrado morto em córrego no Mato Grosso

O corpo de um menino de 2 anos foi encontrado em um córrego do município de Juscimeira, a 164 km de Cuiabá, nesta quinta-feira...

Investimento para o Centro de Equoterapia de Nova Andradina é pauta em projeto de Coronel David aprovado na Alems

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira (17), o Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Coronel...

Deputados debatem questão indígena e compra de terras em MS

A questão indígena é um tema recorrente no plenário sul-mato-grossense. Durante a sessão plenária desta terça-feira (16), os deputados da Assembleia Legislativa de Mato...

Presidente Marcelo Bertoni participa de inauguração da Galeria de Ex-presidentes do Sindicato Rural de Jardim

O presidente do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni, participou, na noite desta terça-feira (16), da inauguração da Galeria de Ex-presidentes do Sindicato Rural de Jardim....