sexta-feira, 19/04/2024

Páscoa deve injetar R$ 100 milhões na economia de Campo Grande

A páscoa é uma das principais datas do comércio e é esperada com ansiedade por quem trabalha com chocolates, presentes e pescados. A expectativa é que R$ 98,100 milhões sejam gerados no período festivo em Campo Grande, 9% a mais do que no ano de 2023. Os dados são de um levantamento realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande, entre os dias 4 e 8 de março, nas sete regiões de Campo Grande.

Durante a pesquisa foi questionado a 220 consumidores, se iriam comemorar a festividade ou presentear alguém. Também foi perguntado quanto cada pessoa pretendia gastar na páscoa em presentes e comemorações e o que seria presenteado.

A maioria disse que vai presentear e comemorar. 79% afirmou que vai dar presentes na páscoa, a preferência da escolha é o chocolate, e devem ser investidos cerca de R$ 190,00. Já outros 69% disseram que vão comemorar e pretendem gastar até R$ 250 na festividade. A preferência é o bom e velho churrasco e o peixe, que é tradicional na data.

Aproveitando a demanda, a empreendedora Cristiane de Almeida espera ganhar uma grana extra. “A minha expectativa é a melhor. Já trabalho com bombons e pães de mel há muito tempo e os ovos de páscoa artesanais, além de serem deliciosos, atendem um público que gosta de um produto mais personalizado”, explica.

Quem também aguarda ansiosa pela data é Jéssica Nayara Silva. Trabalhando desde 2018 com chocolates, ela conta que as vendas melhoram muito nesta época do ano. “Muitas empresas gostam de presentear os colaboradores, familiares presenteiam as crianças, namorados e etc. Então, nós temos opções para toda essa demanda”, diz a proprietária da Dulce Morena.

Do outro lado do balcão, o empresário José Carlos Mendonça Júnior, proprietário da Choco Doces, conta que devido à data a loja consegue aumentar as vendas com as matérias primas para a confecção de ovos de chocolates, que vai desde o próprio cacau, a recheios, forminhas e embalagens. A expectativa é o crescimento do faturamento em até 7% em relação a 2023.

“Este ano a expectativa é um pouco menor que no ano passado, porque a páscoa vai acontecer no fim do mês de março, diferente do ano passado, que ocorreu no início de abril, coincidindo com o período do pagamento de salários”, pondera.

A empresa dele, inclusive, promove cursos de ovos de páscoa para fomentar o empreendedorismo e prospectar mais vendas. Um desses cursos vai ser realizado pela Secretaria Municipal de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Sidagro), em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas no dia 18 de março. Quem vai dar as aulas é o chef Douglas Tavares.

O secretário da Sidagro, Adelaido Vila, explica que as parcerias com os empresários têm sido fundamentais para o desenvolvimento da Capital. “Ver o empresariado envolvido nas ações da Prefeitura de Campo Grande, nos ajudando a fomentar as iniciativas e promover o desenvolvimento local, nos deixa muito felizes. Todo mês a Prefeitura lança capacitações, sempre pensando em ofertar conhecimento para quem quer aprimorar suas habilidades e fortalecer suas carreiras. E este é mais um curso que vem aquecer o mercado, possibilitando mais empregos e mais dinheiro girando na nossa economia”, conclui.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

 TJMS lidera ranking do Mês Nacional do Júri 2023

Em relatório do Mês Nacional do Júri 2023 publicado pelo Conselho Nacional de Justiça, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul lidera...

Agentes do Detran fazem curso de fiscalização ambiental em parceria com a PRF

Agentes de Autoridade de Trânsito do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) fizeram curso em parceria com a PRF (Polícia Rodoviária Federal) para fazer a...

Prefeitura abre vagas para curso gratuito de Design de Sobrancelha, Manicure e Pedicure, no Bairro Tiradentes

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal da Juventude (Sejuv), realiza os cursos de Design de Sobrancelha, de 15 a 17...

Falta de medicamentos na rede pública de saúde é tema de audiência na Câmara

A constante falta de medicamentos na rede pública de saúde de Campo Grande foi tema de debate, na manhã desta segunda-feira (15), na Câmara...