segunda-feira, 15/04/2024

PF deflagra operação contra tráfico internacional de armas

Polícia Federal deflagrou hoje (4) a Operação Ficção ou Realidade contra tráfico internacional de armas no Rio de Janeiro/RJ. O objetivo é apurar a prática de tráfico internacional de armas de fogo e acessórios oriundos dos Estados Unidos. Além de comércio clandestino de material bélico a facções criminosas e milícias cariocas.

MANDADOS

Estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro nas cidades do Rio de Janeiro, Curitiba/PR e Maringá/PR.

INVESTIGAÇÃO

A investigação, que foi iniciada com base em informações da A Receita Federal após investigações descobriu que grupo criminoso importava material bélico de forma irregular e contratou uma empresa de efeitos cinematográficos para armazenar clandestinamente o arsenal.

APREENSÃO

Em janeiro deste ano, autoridades estadunidenses apreenderam, na cidade de Miami, expressiva quantidade de material bélico que estava prestes a ser enviado clandestinamente ao território nacional.

Na ocasião, foram apreendidos: 261 carregadores de alta capacidade utilizados por milicianos e traficantes para exercer domínio territorial, visto que comportam até 90 munições de grosso calibre e alto poder destrutivo; 88 acessórios de conversão de armas de fogo chamados de “Kit Roni” para conversão de pistolas automáticas que disparam rajadas de tiros.

CRIMES

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico internacional e comércio clandestino de armas de fogo e acessórios. Além de associação criminosa. Caso sejam condenados, eles poderão cumprir pena de até 31 anos de reclusão.

OPERAÇÃO

A operação contou com o apoio da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Estado do Rio de Janeiro (FICCO/RJ), do Serviço de Aduanas e Proteção de Fronteiras dos EUA em Miami (CBP-MIA), Divisão de Segurança de Contêineres dos EUA em Santos (CSI/CBP) e da Força-Tarefa Internacional de Combate ao Tráfico de Armas e Munições (FICTA), unidade supervisionada pelo Serviço de Repressão ao Tráfico de Armas da Polícia Federal e composta por PF, Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e Homeland Security Investigations (HSI) – principal braço investigativo do Department of Homeland Security (DHS) dos Estados Unidos.

NOME DA OPERAÇÃO

A operação foi intitulada “Ficção ou Realidade” devido à hipótese criminal investigada quanto à influência e dissimulação praticada, através da empresa do ramo de efeitos cinematográficos, no tráfico e comércio clandestino de arma de fogo.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

MS poderá ter central de serviços para atendimento a pessoas surdas e cegas

Começou a tramitar na terça-feira (9) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) o Projeto de Lei 74/2024, que institui, no Estado, a...

Bataguassu apresenta ao Governo do Estado novas reivindicações para o município

Acompanhado de representantes do legislativo municipal e secretários, o prefeito de Bataguassu, Akira Otsubo, se reuniu hoje (9) com o governador Riedel para apresentar...

Mapa apreende 20 toneladas de agrotóxicos irregulares

Operação conjunta do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) apreendeu 20 toneladas de agrotóxicos irregulares e de materiais para a produção de outras 120...

SIDROLÂNDIA: Iniciada pela Escola Porfíria, a entrega dos uniformes para a Rede Municipal de Ensino.

A Prefeitura de Sidrolândia, por meio da Seme (Secretaria Municipal de Educação), iniciou na manhã desta sexta-feira (12/04) pela Escola Porfíria Lopes do Nascimento,...