quinta-feira, 23/05/2024

Prefeitura avança na construção de moradias para as famílias da comunidade Mandela

Reafirmando o compromisso com os habitantes da comunidade Mandela, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Emha), está dedicada a proporcionar novas moradias às famílias afetadas pelo incêndio ocorrido em novembro do ano passado. As obras de reassentamento nas áreas do José Tavares e Jardim Talismã testemunham progressos notáveis, destacando conquistas já alcançadas.

Desde o início, a administração municipal tem se empenhado em proporcionar condições dignas de moradia, realizando significativos avanços nas áreas destinadas à construção das novas unidades habitacionais. Dentre as etapas já concluídas no José Tavares, destacam-se o aterramento, a abertura de arruamento e a demarcação dos lotes, bem como a instalação da rede de água. Já a instalação da rede de energia está sendo finalizada, garantindo que as novas moradias contarão com todas as comodidades necessárias.

Na área localizada no Jardim Talismã, as obras avançam com sucesso. O processo de fundação já está em andamento, com escavações, posicionamento de armações de aço e nivelamento das casas, garantindo que o terreno esteja em conformidade com as exigências do projeto. Atualmente, algumas unidades encontram-se na fase de aplicação do concreto na fundação, marcando mais um passo rumo à concretização desse projeto que visa devolver segurança às famílias afetadas.

Desde o princípio, o Programa Credihabita tem sido peça fundamental nesse processo, possibilitando a construção das novas unidades habitacionais para todas as famílias afetadas. Com previsão de conclusão em até 12 meses, o projeto busca não apenas restabelecer moradias, mas também fortalecer os laços comunitários dos futuros moradores com as áreas destinadas.

Um marco importante desse processo foi a visita das famílias aos terrenos em dezembro. Essa ação permitiu que as famílias conhecessem de perto o local, os lotes e o bairro, promovendo o sentimento de pertencimento desde o início do processo. A escolha das localidades, resultado de um estudo minucioso, levou em consideração a disponibilidade de áreas públicas judicialmente prontas e desafetadas, garantindo acesso à estrutura pública, como escolas, Cras e postos de saúde.

Para o diretor-adjunto da Emha, Claudio Marques, o bom andamento das obras é um indicativo positivo para a entrega das unidades dentro do prazo estipulado. “O comprometimento da equipe e a rápida resposta da gestão municipal são essenciais para superarmos os desafios e garantirmos um recomeço digno para as famílias da comunidade Mandela.”

A Administração Municipal reafirma seu compromisso em assegurar o bem-estar das famílias afetadas, mantendo-se dedicada para a conclusão satisfatória deste projeto. O objetivo é restituir dignidade e qualidade de vida a todos os atingidos.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

BODOQUENA: Abastecimento de água.

Na tarde de ontem (20), a administração municipal de Bodoquena esteve na superintendência do INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), para tratar...

DOF apreende drogas transportados em duas motos em Amambai

O DOF apreendeu duas motos com 30 Kg de skunk na MS-386 em Amambai. Os militares deram ordem de parada aos motociclistas, que não...

Vereador Ronilço Guerreiro faz doação de centenas de gibis para as crianças que estão nos abrigos no Rio Grande do Sul

Conhecido como vereador dos livros, Ronilço Guerreiro enviou para os abrigos do Rio Grande do Sul mais de 500 gibis. O Estado tem sofrido...

Passageiro morre durante turbulência em voo entre Londres e Singapura

Turbulência num voo da Boeing 777 entre Londres e Singapura deixa um morto e dezenas de feridos. A vítima é um Britânico de 73...