quinta-feira, 23/05/2024

Baile de máscaras e Hitbox animam usuários dos Cras no Carnaval

Baile de máscaras, antigas marchinhas e até uma aula de Hitbox estão animando a semana de pré-carnaval dos usuários dos 21 Cras e unidades da Secretaria de Assistência Social (SAS) que desenvolvem o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). O objetivo é abordar os vários elementos da festa, que é uma das principais expressões da cultura brasileira.

Com a proposta de lembrar a época de ouro dos antigos carnavais, a equipe do Cras Vida Nova organizou um baile com diversos modelos de máscaras criados pelos próprios usuários e servidores da unidade. O evento foi intergeracional e reuniu pelo menos 150 usuários, entre idosos, crianças e adolescentes. A atividade diferenciada tem como foco promover o bem-estar e o fortalecimento de vínculos.

Também no Cras São Conrado e no Estrela do Sul, a folia reuniu crianças e idosos do SCFV, que participaram de brincadeiras e atividades socioeducativas ao som de repertório carnavalesco e um lanche especial. “Promover a integração de diferentes idades é fundamental para criar um vínculo de respeito e amor, e nessas datas festivas a gente pode criar eventos com esse objetivo””, ressaltou a coordenadora Marcia Gazula.

O superintendente de Proteção Social Básica da SAS, Artêmio Versoza marcou presença na festa e ressaltou a importância das ações temáticas desenvolvidas nas unidades. “É a oportunidade de destacar nossa cultura, folclore e história. Os profissionais trabalham com os usuários durante todo o período que antecede as datas comemorativas desenvolvendo atividades socioeducativas”, explicou.

Frequentadora há dez anos do Cras Vida Nova, a aposentada Luzia Vasques de Oliveira, 70 anos, contou que participa de todas as festividades organizadas na unidade e não perde as aulas de ginástica e os passeios promovidos. “Fazemos muitas amizades aqui e é bom para fortalecer as relações. Adoro todas as festas”, pontuou.

Participando do seu segundo carnaval no Cras, José Domingos da Silva, 63 anos, também apoia as festas realizadas em datas comemorativas. ”É muito divertido e é bom para nossa saúde mental. A gente não fica em casa em depressão”, disse o usuário que já conheceu muitos pontos turísticos da Capital por meio de passeios promovidos pelo Cras. “Adorei o Parque das Nações, fizemos aula de dança, pic nic e caminhada lá. É um lugar lindo”, afirmou.

Ginástica e tradição

Já no Cras Moema a folia foi em ritmo de Hitbox, programa de treino ritmado que mescla movimentos de danças e ginástica. A coordenadora Lindaura Paz disse que aproveitou a aula que acontece semanalmente no Serviço de Convivência de idosos para proporcionar um momento carnavalesco.

Com fantasias improvisadas, os 25 idosos queimaram calorias coordenados pela professora Marina e relembraram antigos sucessos que animavam os bailes de Carnaval de Campo Grande. “Foi tudo lindo, amei a aula diferente”, afirmou a aposentada Maura Ribeiro.

Folia também para os usuários do Centro Dia, que atende 60 pessoas com deficiência. Por meio do projeto Marchinha, elaborado pela equipe da unidade, os usuários participaram de atividades como roda da conversa, produção de painéis com fotos e recortes de antigos carnavais e confecção de máscaras com material reciclável.

O projeto terminou com um baile, que marcou as atividades nesta sexta-feira. Segundo a coordenadora Ninfa Antônia Fernandes Gonçalves, todas as atividades fazem parte do plano de trabalho elaborado pela equipe e têm a proposta de estimular o cognitivo e a autonomia dos usuários.

Mas também teve quem preferiu manter a tradição e aproveitar apenas as atividades rotineiras do SCFV. Foi assim no CCI Vovó Ziza, onde os usuários optaram por manter o tradicional baile que acontece todas as semanas. Ao som do cantor Zé Carrilho e grupo Baile Bom, os 600 idosos prometem aproveitar nesta sexta-feira (09), o terceiro baile do ano com um repertório de músicas regionais.

“Aqui no CCI o pessoal prefere curtir o tradicional e nós respeitamos porque afinal o espaço é deles e as atividades são pensadas para agradar quem é frequentador assíduo ou está inscrito no Serviço de Convivência”, frisou a coordenadora Lúcia.

Com a volta das atividades nas unidades da SAS, os idosos retomaram as aulas de hidroginástica, dança, esportes, além dos jogos recreativos.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Bolsista do Governo de MS, Yeltsin Jacques é campeão mundial de atletismo com direito a recorde mundial

Yeltsin Jacques escreveu, nesta quinta-feira (16), mais um dos vários capítulos de sua vitoriosa trajetória no esporte. Contemplado pelo Bolsa Atleta do Governo de...

Inscrições para Clube de Ciências no Bioparque Pantanal é prorrogada até 31 de maio

Estudantes interessados em fazer parte do Clube de Ciências do Bioparque Pantanal têm até o dia 31 de maio para realizar a inscrição. O...

RIO VERDE: Vem aí, ExpoVerde 2024!

EXPOVERDE 2024 está chegando! De 03 a 09 de junho, venha viver momentos inesquecíveis com shows nacionais incríveis, emocionantes competições de rodeio, deliciosa praça...

Recuperação da ponte sobre o rio Paraguai avança e 3ª concretagem acontece no fim de semana

A ponte sobre o rio Paraguai, localizada na rodovia BR-262, em Corumbá, passará por uma etapa crucial de recuperação no próximo fim de semana....