quarta-feira, 17/04/2024

Com investimentos do Governo de MS, Bonito registra recorde de turistas com mais de 313 mil visitantes

Com investimentos e apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, o município de Bonito registrou recorde de visitantes em 2023. Foram mais de 313,3 mil turistas e 909,6 mil visitantes aos atrativos do município, que é considerado a capital do ecoturismo do Estado e um dos melhores destinos do Brasil.

O relatório do OTEB (Observatório do Turismo e Eventos de Bonito), coordenado pelo Bonito Convention e Visitors Bureau, divulgado esta semana, apontou que no ano passado, o município teve o melhor público desde 2015.

“É reflexo do trabalho realizado em parceria com o Governo do Estado, que apoia e realiza eventos, e mantém obras de infraestrutura. O turismo fomenta a economia, gera emprego e renda. E Bonito é um polo do ecoturismo muito importante para Mato Grosso do Sul, por isso temos uma preocupação e atuação ambiental muito grande”, disse o prefeito de Bonito, Josmail Rodrigues.

Os diversos eventos – culturais, esportivos e de negócios – realizados durante o ano com o apoio do Governo do Estado, por meio da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), também contribuem para o sucesso do turismo em Bonito e região.

“Promovemos o Estado como destino turístico em eventos internacionais e nacionais. Também contribuímos para a captação, oferecendo Bonito para realização de eventos corporativos. E temos sempre a preocupação do menor impacto possível, por isso além da compensação de carbono, e também atuamos para reduzir as emissões”, afirmou Diego Garcia Santos, diretor-executivo da Fundtur.

Na XXII edição do Festival de Inverno de Bonito – realizada em 2023 – a Fundtur já desenvolveu estratégias e ações para reduzir a emissão de carbono. O município é o primeiro destino de ecoturismo carbono neutro do mundo e atrativo de ecoturismo do destino é o primeiro a receber a ‘Certificação Climate Positive’ do mundo.

O Governo de MS investe em diversas frentes no município, para melhorar a qualidade de vida da população com reforma de escolas, ações na saúde e habitação, além de importantes obras de infraestrutura.

Para melhorar o acesso ao município, a obra de pavimentação da MS-345, conhecida como “Estrada do 21”, está em fase de conclusão e deve ser entregue este ano. A rodovia liga a os municípios de Anastácio e Bonito, passando pelo distrito de Águas de Miranda. O empreendimento vai beneficiar moradores de toda região, além potenciar o turismo e a prática de pesca esportiva. Também vai encurtar em aproximadamente 50 km o caminho de Campo Grande a Bonito.

Além de impulsionar o desenvolvimento da região e trazer benefícios econômicos, o asfalto que chega na “Estrada do 21” agrada e leva esperança às pessoas que moram ao longo da rodovia ao longo dos 100km que são pavimentados.

“Bonito tem estrutura consolidada para receber os turistas, e esta rodovia vai contribuir ainda mais, encurta o caminho até Campo Grande. Além de ser uma estrada muito bem executada e bonita, com todo o cuidado com a fauna. Temos a preocupação com o ecoturismo, de usufruir e cuidar do meio ambiente”, disse o prefeito.

Estrutura e acesso

Bonito também recebeu outras obras estruturantes do Governo do Estado, que refletem diretamente na qualidade do turismo, como da MS-382, facilitando o deslocamento até a Gruta do Lago Azul e Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Também foram realizadas melhorias nas estradas vicinais, com levantamento da pista, abertura de caixas de contenção e diversas ações de manejo do solo, visando à qualidade das águas.

Outro grande investimento que vai impactar na área do turismo em todo o Estado é a Rota Bioceânica, ligação rodoviária do Brasil – a partir de Mato Grosso do Sul –, até o Oceano Pacífico – no Chile –, e que também traz possibilidades no comércio internacional e negócios.

“A Rota também vai contribuir para fomentar a economia de toda a Região Sudoeste, e Bonito com a cidade do Ecoturismo com certeza vai ser impactada”, afirmou Rodrigues. A Rota, que passará por quatro países (Brasil, Paraguai, Argentina e Chile), além de promover o aumento na comercialização, permitirá a integração cultural e o turismo. 

Desde 2018 o Aeroporto Regional de Bonito é administrado pelo Governo do Estado, que realizou diversos investimentos, com adequações operacionais para a mudança de classificação do aeródromo, permitindo o pouso de grandes aeronaves. No total, foram investidos mais de R$ 6,5 milhões na aquisição de equipamentos do Papi (sigla em inglês que significa Indicador de Percurso de Aproximação), readequações da faixa preparada e faixa de pista, bem como reforma Terminal de Passageiros e Seção Contra Incêndios (SCI). No ano passado mais de 60,2 mil passageiros desembarcaram em Bonito.

Ao longo dos últimos anos, a estrutura ainda recebeu uma série de aportes do governo estadual para instalar novos equipamentos e realizar reformas em áreas internas e externas, que atendem os padrões da Anac e do Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo).

A partir das melhorias, o aeroporto de Bonito agora recebe voos de duas empresas – Azul Linhas Aéreas, na rota Viracopos/Bonito e a Gol, na rota Congonhas/Bonito (CGH-BYO-CGH). As adequações permitiram que o aeroporto avançasse – em julho do ano passado – da categoria 3C VFR (Visual) para 3C IFR (Instrumento), potencializando o número de voos e garantindo operações mais seguras – evitando cancelamento de voos em dias chuvosos, ou com condições climáticas adversas.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

ITAPORÃ: Marcos Pacco se pronuncia sobre operação Honey e Meat do Decom

Na noite da última quinta-feira (11), o prefeito Marcos Pacco emitiu uma nota sobre a operação (carne e mel) do Decom no comércio de...

NIOAQUE: Comunidades Indígenas garantem mais de 100 novas casas no municipio.

Nioaque está dando um passo significativo em direção ao progresso habitacional para suas comunidades indígenas! Mais de 100 novas casas serão construídas por meio...

Cinco bairros estão na rota do fumacê nesta sexta-feira

O combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor de arboviroses como Dengue, Zika e Chikungunya, será reforçado em cinco bairros de Campo Grande, com o...

Governo de MS reduz ICMS das sucroenergéticas

Representantes do setor sucroenergético e demais segmentos produtivos, juntamente com lideranças políticas, participaram nesta quarta-feira (10) em Nova Alvorada do Sul da cerimônia de...