sábado, 18/05/2024

Condenada por ato golpista; quebra tornozeleira e vira foragida da justiça

Fátima Aparecida Pleti condenada pelo STF a 17 anos pela participação nos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023, após ter organizado um ônibus de Bauru/SP até Brasília/DF quebra tornozeleira e vira foragida da Justiça. Desde o dia 26 de março deste ano, ela não comparece à Justiça e está sem equipamento eletrônico de monitoramento.

Na condenação dela foi determinado o pagamento de 100 dias-multa, no valor de ⅓ do salário mínimo. Além da indenização por danos morais coletivos no valor de R$ 30 milhões, que será distribuído entre todos os condenados pelos atos.

A mulher, detida em janeiro do ano passado, logo após os atos antidemocráticos, ficando presa na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF). Vulgo “Colmeia”, conseguiu liberdade condicional mediante o uso de tornozeleira, em agosto do ano passado.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Idosa morre após ser atropelada por caminhão em Ladário

Leonarda Correa Ramos (60) conhecida como "Nadir" morreu após ser atropelada quando atravessa a rua em Ladário. Ela saía de casa, no bairro Boa...

Cidadania lança campanha “Sangue LGBTQIA+ Salva Vidas”

Em comemoração ao Maio da Diversidade, a Cidadania realiza a primeira campanha "Sangue LGBTQIA+ Salva Vidas". Neste sábado (18), o Hemosul estará aberto das...

Summit Brazil-USA: Mato Grosso do Sul destaca política agroambiental e programa Carbono Neutro

O governador Eduardo Riedel detalhou hoje (15) para empresários, investidores e autoridades norte-americanos, os diferenciais de Mato Grosso do Sul, com o propósito de...

Deputado Antonio Vaz destina R$3 Milhões em emendas para 43 municípios do MS.

O Deputado estadual Antonio Vaz (Republicanos) destinou R$3 milhões em emendas para diversos hospitais, projetos sociais e municípios no estado. As emendas tem previsão...