domingo, 16/06/2024

Do apontador ao caderno, variação de preços pode chegar a 415%

A compra dos materiais escolares vai demandar bastante pesquisa e para ajudar neste processo o Procon/MS (Secretário-Executivo de Orientação e Defesa do Consumidor), instituição vinculada à Sead (Secretaria de Assistência Social e dos Direitos Humanos), divulga levantamento feito em dez papelarias de Campo Grande.

Dentre os 17 itens pesquisados, no período de 18 a 29 de dezembro, as variações encontradas foram de até 415,63%. É o caso do apontador de lápis um furo vendido em papelarias no Centro com valores entre R$ 0,32 e R$ 1,65.

Também um único modelo de lápis de escrever, das nove marcas pesquisadas, teve detectada uma diferença de 244,49%. O item, no geral, é comercializado por R$ 0,31 a R$ 1,59. Já o caderno de 10 matérias apresenta valores entre R$ 10,50 e R$ 56,29. Porém, em um mesmo produto a variação pode chegar a 170,52%.

“Os dados da pesquisa servem de suporte aos consumidores e consumidoras na hora de planejar as compras dos materiais escolares. Recomendamos revisar os itens com os filhos, comparar preços entre as lojas e, quando possível, comprar em quantidades que possam garantir um melhor custo-benefício”, aconselha o secretário-executivo do Procon/MS Antonio José Angelo Motti.

O que não pode

Conforme a Lei Federal 12.866/13, as listas de materiais escolares não podem conter itens de uso coletivo ou para o funcionamento da instituição. Isso inclui equipamentos de escritório, como grampeadores e copos, até produtos de limpeza.

O uso pedagógico dos materiais deve constar na lista, especialmente os utilizados em aulas de artes como isopor e tintas, caso contrário podem ser considerados abusivos. É ainda ilegal exigir a compra de itens de marcas específicas, com a exceção de livros didáticos e apostilas quando solicitados.

Denuncie práticas abusivas

Caso o consumidor verifique alguma prática abusiva ela pode ser denunciada em dias úteis pelo telefone 151 ou a qualquer momento via formulário “Fale Conosco” no site do Procon/MS.

Confira o levantamento na íntegra em: http://tinyurl.com/ytzyukdj

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Passageira sem cinto perde a vida e acende alerta para uso do dispositivo de segurança

A imprudência no trânsito ceifou vidas neste fim de semana em Mato Grosso do Sul, uma delas, pela dispensa do cinto de segurança. Neste domingo...

Evento de acolhimento celebra servidores aposentados com palestra e certificados no IMPCG

Com o objetivo de promover o bem-estar dos servidores aposentados, foi realizado no início do mês, no auditório do Instituto Médico de Previdência de...

Polícia no encalço de idoso que abusou de criança (10) em MS

Polícia identifica suspeito de abusar sexualmente criança de 10 anos de idade em Novo Horizonte do Sul. Trata-se de Francisco João Pereira (65) vulgo...

Senar/MS leva educação para produtor alavancar produção de fruticultura em MS

Francisco Rafael Ramires é produtor de coco em Terenos. A propriedade rural intitulada Reserva Canindé é conhecida pelas suas atrações no turismo. Porém, no...