sexta-feira, 24/05/2024

Hospital Cassems de Campo Grande realiza mais um transplante de medula óssea

Com os olhos brilhando e um sorriso límpido, foi assim que Pureza Barbosa Coutinho, 59 anos, recebeu a notícia da sua alta, na última terça-feira (30). A beneficiária passou no dia 18 de janeiro por um transplante autólogo de medula óssea, quando as próprias células-tronco presentes na medula do paciente são coletadas e, posteriormente, utilizadas no tratamento, um autotransplante de medula.Diagnosticada com mieloma múltiplo, uma neoplasia patológica, que forma vários clones, invadindo a medula óssea e comprometendo a produção das outras células do sangue, Pureza fez quimioterapia por seis meses e estava internada na unidade hospitalar, desde o último dia 11. 

Uma grande etapa vencida, foi como definiu a hematologista e responsável pelo setor de transplante de medula óssea do Hospital Cassems de Campo Grande, Soraia Romanini. “A dona Pureza eu tive a felicidade de tratá-la desde o início. Então quando ela descobriu a doença, ela internou aos meus cuidados, e para mieloma múltiplo, no diagnóstico da doença, a gente já sabe se o paciente vai ser elegível ou não ao transplante e no momento do diagnóstico dela, nós já conversamos sobre todo o planejamento terapêutico, submetido incialmente a um tratamento quimioterápico e posteriormente ao transplante. E felizmente hoje estamos comemorando mais uma etapa do tratamento, óbvio que ela vai continuar em acompanhamento, mas é uma vitória muito importante, de consolidação do tratamento feito”.

Para o oncologista Renato Yamada, a felicidade não é só da família, é da equipe também. “É um procedimento muito intenso, tem muitas intercorrências, a gente fala até que o paciente nasce de novo, é um segundo aniversário. Para família é muito importante, você saber que a medula já pegou, eles ficam muito felizes e nós também ficamos muito felizes por eles. Quem cuida dela não são só nós médicos, é uma equipe multiprofissional, tem nutricionista, fisioterapeuta, equipes de enfermagem”. 

Com muita candura, a beneficiária diz ter agora uma nova família e dois aniversários. “A medula pegou, minha emoção é enorme, não consigo conter as lágrimas, toda hora que falo, eu choro. Foram dias muito difíceis, muito sofrido, passamos por diversos momentos difíceis. Graças a Deus em primeiro lugar, vencemos. Na companhia do meu esposo, todos esses dias e essa equipe maravilhosa da Cassems, equipe de enfermeiros, técnicos, as meninas da alimentação, são praticamente uma família aqui dentro, estão de parabéns. Eu me sinto muito bem para sair daqui, disposta a começar uma vida. Hoje 30 de janeiro é meu aniversário, estou fazendo aniversário novamente, 30 de janeiro e 3 de junho”.

Para o marido de Pureza, Robson Coutinho, a humanização e o acolhimento que receberam foram determinantes para o sucesso do tratamento. “Uma sensação de alívio, ela ter conseguido superar tudo isso, porque não é fácil, só quem passa por isso sabe. Fico muito contente que ela conseguiu, Deus iluminou tudo aqui e fez com que ela alcançasse a cura dela. Eu só tenho que agradecer, como minha esposa falou, isso aqui é uma família. Todos são atenciosos, o carinho que tiveram comigo e com ela é imenso, você não se sente só. Você fica acolhido, é uma sensação muito boa. Não tenho reclamação de ninguém, equipe médica, enfermeiros, pessoal da limpeza, da cozinha, todos são atenciosos”.

Para o Diretor Administrativo do Hospital Cassems de Campo Grande, Alessandro Depieri, Mato Grosso do Sul tem na unidade hospitalar uma referência no transplante de medula óssea. “O procedimento de transplante de medula óssea do Hospital Cassems de Campo Grande, além de ser pioneiro no estado de Mato Grosso do Sul e são só mais 13 estados que tem esse tipo de habilitação para realizar esse tipo de procedimento. O Hospital que realiza isso com uma eficiência e com uma qualidade de toda a equipe assistencial ímpar, e o resultado se reflete nos nossos pacientes que saem daqui renovados, com uma vida nova e com transplante muito bem-sucedido. Parabéns a toda equipe, estamos muito felizes pelo 7° transplante que realizamos”.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Dupla é presa roubando doações de comida que iriam para o Rio Grande do Sul

Dupla é presa após arrombar o Ginásio Falcão e furtar doações de comida que iriam para o Rio Grande do Sul no Bairro Mirim...

STF reconhece assédio judicial a jornalistas

O Plenário do STF reconheceu por unanimidade, como assédio judicial o ajuizamento de inúmeras ações simultâneas sobre os mesmos fatos, em locais diferentes, para...

Programa UEMS na Comunidade acontecerá sábado no bairro Moreninha II

No próximo sábado (25) acontece a 11ª edição do programa UEMS na Comunidade, das 13h às 17h, na Associação dos Moradores do Bairro Moreninha...

Com a família no carro, pai é preso por tráfico de drogas na BR-262

A PRF aprendeu um homem que transportava 16 Kg de maconha no Km 141 da BR-262 em Água Clara. Os policiais abordaram um veículo...