quinta-feira, 20/06/2024

Morre menino espancado por mãe e padrasto no Los Angeles após 20 dias internado na UTI

Jhemerson de Jesus Belmonte, de apenas 2 anos e 5 meses morreu na tarde desta segunda-feira (12) na Santa Casa de Campo Grande. Ele estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em estado gravíssimo, desde o dia 23 de janeiro.

O menino foi vítima de agressão pelo padrasto na casa onde morava com a mãe no Jardim Los Angeles. A genitora, de 19 anos, e o padrasto da criança foram presos após a polícia analisar as contradições dos depoimentos dos dois e imagens de câmeras de segurança mostrarem que eles haviam mentido sobre o local da queda do menino. 

De acordo com informações de um parente que preferiu não se identificar, os médicos informaram que o menino perdeu massa encefálica e tinha um lado do cérebro paralisado.

Conforme apurado pela reportagem, o menino sofreu um suposto acidente em casa, no bairro Los Angeles.

Segundo a mãe, a criança caiu de um pequeno degrau enquanto brincava com a irmã de 4 anos. Porém, conforme a médica pediatra do hospital, as lesões são incompatíveis com o que foi relatado.

O caso gerou estranheza da equipe do hospital, que acionou a polícia para verificar a situação. Em depoimento aos policiais, a mãe relatou novamente o ocorrido e afirmou estar sozinha no momento do acidente.

Os policiais observaram que a mulher apresentava um pequeno hematoma no olho direito. Questionada, ela disse que foi uma briga de rua, que teve com uma ex-amiga de escola.

A assistente social da Santa Casa reportou o caso ao Conselho Tutelar da região Sul. Foi encaminhado um ofício para o órgão com as observações da médica que fez o primeiro atendimento na criança.

A mãe da criança visitou o filho por dois dias no hospital e sumiu por cinco dias. O padrasto foi encontrado pela Polícia Rodoviária Federal caminhando na pista da BR-262, na terça-feira (30), saída para Terenos. Ele aparentou nervosismo e disse não ter documentos, além de tentar dar dados falsos aos agentes federais.

O homem tido como suspeito das agressões na criança foi levado à Polícia Civil em Terenos e para a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente na Capital, onde foi ouvido e liberado.  

Dois dias depois, mãe e padrasto foram presos por decisão judicial. 

fonte: topmidianews

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Detran-MS recebe estudo inédito que garante gestão mais eficiente de inspeção veicular no Estado

Garantir que o cidadão tenha acesso a serviços padronizados e com mais qualidade na hora de buscar uma vistoriadora ou estampadora é a meta...

BODOQUENA: Administração municipal recebeu o Deputado Federal, Geraldo Resende.

Na tarde de hoje (14), a administração municipal recebeu o Deputado Federal, Geraldo Resende. A visita foi uma oportunidade para agradecer o parlamentar pelos...

Garoto de 15 anos é baleado durante assalto em Dourados.

Garoto de 15 anos é baleado durante assalto na Aldeia Bororó em Dourados. Cinco criminosos em uma Saveiro abordaram a vítima que estava de...

Retorno de chuvas no Rio Grande do Sul neste fim de semana

Chuva forte retorna ao Rio Grande do Sul neste fim de semana. Além do estado gaúcho, áreas de Santa Catarina serão atingidas. Até o...