segunda-feira, 20/05/2024

Pollon alerta sobre nova estratégia do governo para prejudicar CACs e clubes de tiro

Deputado lembra que mercado já teve queda vertiginosa de empregos e movimentação depois de Lula.

Depois de despencar em mais de 50% nos últimos dois anos, o mercado de armas no Brasil pode sofrer, em breve, mais solavancos. É o que alerta o deputado federal Marcos Pollon, um dos parlamentares da bancada do Pró-Armas, e que acompanha com preocupação as propostas do Ministério da Justiça para mudanças na legislação, que serão impactantes a CACs (Colecionadores de Armas, Atiradores Esportivos e Caçadores) e clubes de tiro.

“Chamam de ‘modulações’, termo desse Desgoverno para amenizar a ideia sobre o pacote de restrições a estabelecimentos que funcionam dentro da lei e geram empregos. Se não bastasse o prejuízo gerado desde 2023, querem piorar ainda mais. Esse ataque já promoveu uma retração que ultrapassa R$ 1 bilhão, uma perseguição justificada por uma falsa razoabilidade”, explica Pollon.

Em oitiva da Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, o titular da pasta, ministro Ricardo Lewandovski, abordou um pouco sobre o plano, que inclui a manutenção da proibição do porte de trânsito e do funcionamento por 24 horas em clubes de tiro. Reflexos do Decreto 11615, de julho de 2023, que também determinou restrições a existência de estabelecimentos armamentistas no raio de um quilômetro a escolas públicas ou privadas de ensino.

“Estão recuando quanto a essa questão, porque trata-se de um direito adquirido e perto de clubes de tiro é dado estatístico nas cidades, que a mancha criminal é infinitamente menor. A narrativa não pode sobrepor a realidade, acho que isso ficou muito claro com o nosso posicionamento na reunião da comissão”, destaca o parlamentar.

PL 1184/2024 e dia 21

Na volta da missão internacional no Parlamento Europeu, o mandato de Marcos Pollon protocolou o nono projeto de lei da sua autoria, o PL 1184/2024, que trata da isenção da taxa de pedágio para motocicletas, motonetas. Matéria que já começa a tramitar nas comissões, iniciando esse caminho na CVT (Comissão de Viação e Transportes).

A semana também registrou a vitória da oposição na aprovação do PL 895/23, da autoria do deputado Luciano Zucco (PL-RS), com o voto do parlamentar sul-mato-grossense. A matéria define sanções administrativas e restrições aos ocupantes e invasores de propriedades rurais e urbanas. Ambos estarão ao lado de Jair Bolsonaro no ato democrático, convocado para o dia 21 de Abril (Feriado de Tiradentes), na Praia de Copacabana.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Dr. Sandro Benites reúne autoridades e amigos em confraternização do Dia das Mães

Na noite da última sexta-feira (10/5), o vereador por Campo Grande Dr. Sandro Benites (PP), reuniu autoridades e amigos, no salão de eventos do...

TCE promove campanha para ajudar vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul com apoio de artistas de MS

Em socorro às vítimas das enchentes que vêm assolando cidades do Rio Grande do Sul, o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso...

Infestação de ratos preocupa e prejudica moradores na Capital

Diante do surto de ratos vamos precisar chamar o "Flautista de Hamelin" para Campo Grande. Diante do cenário cresce o comércio da venda de...

PM recupera moto furtada em Coxim

PM recuperou uma moto furtada Yamaha/Factor, na rua Padre José Dias em Coxim. A vítima de 31 anos informou aos policiais que um homem...