sábado, 20/04/2024

Sistema viário da MS-112 já reflete modernidade, tecnologia e segurança para o usuário

A segunda rodovia concedida de Mato Grosso do Sul já oferece ao usuário serviços e benefícios que unem mais conforto e segurança para o tráfego, com tecnologia e modernas estruturas.

O complexo viário de 412 quilômetros formado pela MS-112, BR 158 e BR 436 tem conectividade com internet 4G, socorro mecânico e socorro pré-hospitalar em caso de quebra ou acidente, instalações e sistemas para operação eficiente e moderna de praças de pedágio e controle fiscal do trânsito de cargas.

Tratamento asfáltico, com diferencial de qualidade para trechos que têm mais tráfego – como o eixo norte da BR 158 – também é um dos benefícios visíveis.

Responsável pela fiscalização do contrato da concessionária Way 112 para assegurar que as metas de benefícios ao usuário estão sendo atendidas, a Agência Estadual de Regulação (Agems) está na região conferindo a execução dos trabalhos. A concessão completa um ano em março.

SAU e BSO

Obrigação essencial, as bases para o Serviço de Atendimento ao Usuário estão instaladas, sendo seis ao todo, que ficam ao lado das Bases de Serviços Operacionais. Essas edificações abrigam ponto de informação, orientação e registro de reclamações, totem de serviços digitais, ponto de apoio e toda a frota de socorro e resgate.

Veículos de inspeção de pista, guinchos leves e pesados, e ambulância de resgate pré-hospitalar já estão disponíveis desde o dia 26 de dezembro de 2023, antes mesmo da ativação das praças de pedágio.

Na sede da concessionária, o Centro de Controle Operacional monitora 24 horas por dia toda a movimentação, com câmeras, sistema de comunicação integrada entre as equipes e para recebimento de ligação do usuário, e profissionais para regular os serviços de atendimento de forma imediata.

“Temos o objetivo primaz de fazer com que o cidadão receba o melhor serviço que pode ser ofertado, de assegurar que a concessionária ofereça dentro do modelo que foi definido, e que o usuário tenha, então, seus direitos atendidos, com a infraestrutura e a tecnologia que está sendo disponibilizada”, explica a coordenadora da Câmara de Regulação Econômica, Luciana Gomes.

Outra parte da verificação é feita pela equipe da Câmara Técnica de Rodovias, que também está mais uma vez em campo.

Há 11 meses a Agems iniciou os trabalhos fiscalizatórios, que serão permanentes durante todo o tempo da concessão, tanto no campo econômico, quanto na operação técnica.

CATEGORIAS:

Últimas Notícias

spot_img

Mais notícias

Governo de MS apoia encontro de laço comprido em São Gabriel do Oeste

Com mais de 700 participantes, o 33º Encontro Estadual de Laço Comprido, em São Gabriel do Oeste, tem apoio do Governo do Estado de...

Em Brasília, deputado Pedrossian Neto apresenta viabilidade de trecho da Malha Oeste e ministro dos Transportes decide reabrir estudos

Em Brasília, o deputado estadual Pedrossian Neto (PSD) se reuniu com o ministro dos Transportes, Renan Filho, para defender a retomada da ferrovia Malha...

“Mulas” do tráfico são presos na Rodovia Raposo Tavares/SP.

"Mulas" do tráfico são presos na Rodovia Raposo Tavares/SP. Oito Bolivianos tentavam entrar no país com cápsulas inseridas por um ônibus de passageiros em...

Procuradora reforça manter a prisão de Claudinho Serra

O Vereador Claudinho Serra (PSDB) segue preso preventivamente no Centro de Triagem "Anísio Lima" em Campo Grande. Ele foi alvo da Operação Tromper em...